5.1.09

Ouvir...

Eu sou uma pessoa que adora falar, conversar, falar pra outras pessoas em um seminario, uma apresentação... seja lá o que for. Enfim... é uma das coisas que eu mais gosto de fazer, mas o que me fez parar pra pensar de uns tempos pra cá é que muitas vezes é preciso ouvir, é preciso saber ouvir, mas ouvir não é simplesmente deixar as palavras entrarem no ouvido sem fazer sentido algum...
Mas quem sou eu pra dizer o que é ouvir, um falante, um tagarela de primeira. O que eu passo falar(ahhh mais uma vez falar...) é o que eu penso, e que pode ser interessante pra alguém, ouvir é ter atenção em cada palavra que sai da boca do outro, ter atenção à parte e ao todo percebendo em cada som o que o outro sente, perceber as emoções em sua voz, o momento em que o outro precisa ouvir alguma coisa, e nessa hora saber o QUE dizer e essa é a parte mais difícil em toda a história... a parte mais difícil.
É complexo tentar definir o 'ouvir', ele pode estar cheio de detalhes que fogem a audição, cada gesto, cada olhar se faz importante, é quase uma arte... que poucos (entre os quais eu não estou incluído) sabem como 'fazer'.
A sensibilidade para saber o momento certo pra calar e dar atenção ao outro ao invés de tentar inflar o nosso próprio ego é algo difícil de se encontrar, mas creio que deve ser uma meta pra cada um de nós, não que eu saiba de alguma coisa, mas me sinto mais vivo quando me ouvem e gostaria de poder retribuir esse sentimento e poder ajudar quando necessário.

Um grande abraço aos amigos e aos navegantes!

6 comentários:

Doris disse...

Ouvir...
coisa que adoro! Pra mim, falar nem sempre é tarefa fácil... Concordo muito na parte em que diz que não é simplesmente ouvir. Todo mundo tem algo pra falar e se não tiver ninguém pra ouvir? Tem gente que até paga pra ser ouvido... Mas é muito bom mesmo notar que alguém ouve o que você fala!
Continue falando, que eu estou ouvindo =]
Abraço

Thiago Leite disse...

É muito treino. Um amigo meu uma vez explicou que há momentos em que você deve deixar que o outro desabafe e, quando ele fizer uma pausa, perguntar se ele ainda tem mais a dizer, pois isso ajuda o outro.

É preciso usar muita intuição nesses momentos, para sentir a hora certa de interromper ou não. Com o tempo, vai-se aprimorando a técnica, e você começa a pensar mais rápido e a tomar decisões com timing preciso.

Mas, novamente, leva tempo.

Leite Moça disse...

mas às vezes o que parece fácil pode ser difícil... falar também envolve um "o quê". O que falar, como falar, por que falar...
Ser humano é uma saga!
=D

=*

Gabriela disse...

Isso é verdade, há sempre pessoas que precisam de uma palavra de incentivo quando não estão bem e há pessoas que têm o dom de saber dizer palavras certas para aqueles momentos! Você que diz ser difícl tal fato acabou de fazê-lo! Obrigada!!!

Nanda disse...

"A sensibilidade para saber o momento certo pra calar e dar atenção ao outro ao invés de tentar inflar o nosso próprio ego é algo difícil de se encontrar, mas creio que deve ser uma meta pra cada um de nós, não que eu saiba de alguma coisa, mas me sinto mais vivo quando me ouvem e gostaria de poder retribuir esse sentimento e poder ajudar quando necessário"

Coisa bonita isso feio.

Um grande abraço

Thais disse...

.."mas ouvir não é simplesmente deixar as palavras entrarem no ouvido sem fazer sentido algum..."
Me chamou muita atenção essa frase. É sempre bom saber ouvir as pessoas, deixar com que elas contem seus problemas, se desabafem, chorem ou riem com vc...enfim, temos que aprender a dar espaço para que elas falem o que quiser, mas não deixar que as palavras somem e sim tentar procurar um sentido para elas, dar um conselho já é um grande passo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...