2.11.09

pequeno conto pequeno

Quase como que inspirado pelo pequenitudes(aconselho!) há um tempo atrás surgiu uma coisa pequenina, um pequeno conto...

tinha os olhos pequenos, amendoados e atentos,
olhava curiosa tanta gente em volta.
Algo estranho acontecia, era frio e aberto demais,
Observou sorrisos, ouviu um choro e então se emocionou,
e chorou,
a barriga quente e confortável da mãe já não era mais a sua casa...
chorou de alegria e medo.

...

10 comentários:

Doris disse...

sensibilidade para tratar de um fenômeno tão especial...
o motivo do choro é verdadeiro! =)

Marcelo Mayer disse...

e tudo recomeçou com um grande tapa na bunda!

Sentimental ♥ disse...

taí uma coisa que eu queria lembrar...
deve ser um estranho e sublime, deixar de ser parte do todo e passar a ser o todo sozinha.
beijos

Natália Corrêa disse...

Genial!
E como nascemos de novo todo dia, continuamos chorando de alegria e medo...

Thiago Leite disse...

Uma autêntica pequenitude!

E uma bela homenagem. Os pequeninos autores de pequenitudes agradecem. :D

Luna disse...

Lindo Sam!

tem selo pra tu no meu blog.
beijo.

X9qSoIUgmZNlyLatTcdvre3PRKLd disse...

teste openId

Leite Moça disse...

Sr. Poeta,

Palmas!

=*

Lídia disse...

adoreeeeeeeeeeeeeeeeeeiiiiiii o comentário do Marcelo Mayer...
E no decorrer da nossa vida também ocorrem vááááriso tapas na bunda!
saushauhsuah

beijo

Silas Torres disse...

MUITO BOM! favoritado =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...