14.4.09

A Mulher na mitologia - pt I

Sempre fui um grande admirador de Mitologias e embora conheça muito pouco sou completamente apaixonado. Algo que sempre me chamou muita atenção em todos os panteões e na cultura dos povos antigos é a figura da mulher(Sou completamente apaixonado por elas também). Este post e os que virão depois dele tentam falar um pouco dessa figura do feminino na mitologia e na cultura.(lembrem-se que sou um mero computeiro, então o que eu falar aqui pode ser interpretado como mero achismo sem fundamentos teóricos fortes... mas é de coração).


No começo da organização social do homem, quando vivíamos de caça, e coleta, e posteriormente da agricultura, a figura Matriarcal era a mais importante na sociedade. Era a mulher quem organizava as tarefas, a mulher quem tinha o poder de gerar descendentes e dessa maneira perpetuar e fortalecer o grupo. Devido a esses fatos o mito da Deusa Mãe, a Deusa que é capaz de gerar, de fecundar a terra, a deusa que representa a natureza, era extremamente forte sendo a principal divindade de um panteão que estava começando a se formar.
Quando o homem passou a guerrear para conquistar território um Deus Macho tomou conta do lugar que antes pertencia a Deusa Mãe, esta por sua vez passou a ocupar um papel secundário para esses homens, era representada como mãe, ou esposa desse Deus Macho. Apesar desse papel secundário a Deusa Mãe ainda era cultuada de maneira muito forte dentro das casas e fora das áreas urbanas, onde ainda havia uma relação muito forte com a terra e com a natureza.
É interessante observar que com juntamente com a representação da Deusa a mulher tambem perdeu um grande espaço na sociedade. De forma que em muitas culturas é feito um esforço para diminuir a importancia da mulher na sociedade (talvez por medo da força que ela tem e representa) e mesmo denegrir a sua imagem, como por exemplo o mito de Pandora.
Apesar desses esforços a presença da mulher em todas as mitologias tem figuras marcantes e de extrema importancia na cultura dos povos. Nos posts que seguirão vou tentar falar um pouco sobre a figura das mulheres em algumas mitologias específicas e tentar mostrar a importância das Deusas e figuras femininas que estão presentes em algusn panteões.


Aos amigos.. Um graaaaaaande abraço!
Estou voltando!

P.S.: Nesses últimos tempos apesar da falta de posts e de visitas por ai a cabeça tem estado fértil, e algumas idéias interessantes estão surgindo por aqui, em breve acho que teremos algumas surpresas no ATP...(vou começar a chamar o blog carinhosamente de ATP, é mais curto e mais rápido, mas não confundam com adenosina trifosfato rs*)

3 comentários:

Leite Moça disse...

"(lembrem-se que sou um mero computeiro, então o que eu falar aqui pode ser interpretado como mero achismo sem fundamentos teóricos fortes... mas é de coração)"
heauehaeuaehaueaheuaehaueahuaheaueahe

ai, amigo você é o máximo kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
acho muito bom que você admita que as mulheres são importantes - pra tentar limpara um pouco a barra desses homens malucos.
mulher é foda, sofre pra kct nem eu sei como consigo, mas se eu pudesse escolher seria homem, deve ser legal mijar em pé. kkkkkkkkkkkkkkkk
agora sem zuação, na mitologia as mulheres são mesmo incríveis, mesmo as fragilidades delas são interpretadas como parte de sua força. muito lindo mesmo
=D
se cuida ae por essas bandas mineiras
=*

Thiago Leite disse...

É interessante estudar Mitologia. Freud, por exemplo, desenvolveu boa parte de suas teorias sobre a psique estudando mitos gregos.

Esse tema me fascina muito, e até escrevi minha monografia de graduação em Ciências Sociais sobre a imagem da mulher na poesia de Augusto dos Anjos.

Sugiro a leitura de Mulher: Feminino Plural, de Dulcinéia da Mata Ribeiro Monteiro, em que ela analisa algumas figuras mitológicas gregas, como Atena, Hera, Perséfone, Deméter e Ártemis, e vê como elas se manifestam como arquétipos na psique das mulheres.

Agora, quanto à existência de um matriarcado primitivo, isso é muito controverso. Não há evidências arqueológicas de uma organização social "primitiva" regida pelas mulheres, embora haja sim evidências de figuras míticas femininas muito mais fortes do que nas civilizações atuais.

Nem sempre a relação entre os mitos e a organização social de uma cultura é tão óbvia. Se olharmos bem, o catolicismo brasileiro em algumas regiões cultua a Virgem Maria de forma tão ou quase tão forte como a Jesus e Deus. Ela é uma reminiscência dessa Deusa-Mãe ancestral.

O antropólogo Maurice Godelier escreveu um artigo mostrando que em algumas sociedades existe o mito de que no início a sociedade era regida pelas mulheres. Ele demonstra que esse tipo de mito serve, paradoxalmente, para justificar a importância do poder masculino, pois essas lendas geralmente contam algo assim: na época em que as mulheres regiam, os homens sofriam muito e imperava a desordem, e foi preciso suplantar esse poder feminino para instaurar a ordem.

Muitas feministas acreditam que a humanidade já foi regida pelas mulheres, mas essa crença tem mais um valor político. Independentemente disso ter ocorrido ou não, o ideal é nos atermos ao presente-futuro e construir uma sociedade sem sexismo, sem racismo e outros ismos.

Mirian Mondon disse...

Boas dicas Samuel!
Obrigada por sua visita e comentario no Best Music Bar None! Como voce tambem sou fa de musica Celta :)
Parabens por esse espaço super agradavel vou voltar com certeza!

Abraços

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...